LULA: Putin não será preso no G20 do Rio de Janeiro

Publicado por: MikeN
12/09/2023 06:39 PM
Exibições: 133
Divulgação/Redes Sociais
Divulgação/Redes Sociais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que convidará o presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, para a cúpula do G20 no Rio de Janeiro, mas apesar da ratificação do Estatuto de Roma, não vão prender o líder russo.

 

Ele contou sobre isso em uma entrevista ao Firstpost.

“Acredito que Putin pode facilmente ir ao Brasil. Posso dizer que se eu for o presidente do Brasil e Putin  vier ao Brasil, ele não será preso em hipótese alguma”, disse ele.

 

Vale ressaltar que o Brasil, apesar da ratificação do Estatuto de Roma e da obrigação de implementar a decisão do Tribunal Penal Internacional, não irá prender o presidente da Rússia, Vladimir Putin, em caso de visita.

 

O presidente brasileiro acrescentou ainda que a reunião do G20 é um fórum para discutir questões económicas.

“É por isso que não queríamos discutir a guerra entre a Ucrânia e a Rússia aqui na Índia. Este não é o fórum apropriado para isso", acrescentou.

 

Vale ressaltar que durante a reunião do G20 em Nova Delhi, Lula disse que Putin será convidado para a reunião do G20 no Rio de Janeiro em 2024, e o próprio presidente brasileiro planeja participar da reunião do bloco de países BRICS, que será realizada na Rússia antes da reunião no Rio.

 

Como é sabido, no dia 17 de Março, o Tribunal Penal Internacional emitiu um mandado de prisão contra o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e a Comissária para os Direitos da Criança, Maria Lvova-Belova, em conexão com as ações da Federação Russa relativamente à deportação de Crianças ucranianas.


Deve-se notar que, numa reunião com os líderes da União Africana, o Presidente da Federação Russa, Vladimir Putin, afirmou que as autoridades russas alegadamente "retiraram as crianças da Ucrânia de forma absolutamente legal" e alegadamente nunca foram contra a sua "reunificação com suas famílias." Além disso, mostrou o texto aos políticos africanos, que chamou de “um tratado de neutralidade permanente e garantias de segurança para a Ucrânia” .

 

Ao mesmo tempo, o Comitê de Investigação da Rússia apresentou acusações à revelia e declarou procurados pelo promotor do Tribunal Penal Internacional, Karim Khan, e pelo juiz do TPI, Salvatore Rosario, que emitiu um mandado de prisão para o presidente russo, Vladimir Putin.

 

Entretanto, a Comissão Europeia lembrou que todos os estados membros do Tribunal Penal Internacional devem cumprir o mandado de detenção do chefe do Kremlin, Vladimir Putin , que foi emitido em conexão com as ações da Federação Russa relativamente à deportação de crianças ucranianas.

 

Além disso, apesar de a ISS não ser reconhecida pelos Estados Unidos, o presidente Joe Biden disse aos jornalistas que considera justificada a emissão de um mandado de prisão pelo Tribunal Penal Internacional para o ditador russo Vladimir Putin , chamando esta decisão de "um argumento muito forte". "

 

Com informações da Agência PRM (UAI

Vídeos da notícia

Imagens da notícia

Tags:

Mais vídeos relacionados